top of page
  • Foto do escritorGabriela Soares

8 motivos para conectar Diversidade e Inclusão com Employer Branding

Atualizado: 20 de jun. de 2023


Dois homens e três mulheres riem em um escritório. Alguns estão sentados em uma mesa com um laptop, outros de pé. A foto demonstra um clima agradável no trabalho.

Discutir a temática da Diversidade e Inclusão (D&I) no contexto corporativo é de extrema importância. O tema, que começou a ser considerado relevante pelas grandes empresas nos últimos anos, na verdade, nunca deveria ter estado fora dos holofotes.


Hoje, todos reconhecemos que conectar D&I com Employer Branding é crucial para o progresso de qualquer organização, afinal, isso não apenas mostra que a empresa mantém-se atualizada diante das pautas que importam para a sociedade, como também faz a própria sociedade evoluir.

Imagem com fundo rosa e imagem de um notebook aberto no e-book "Diversidade, inclusão & Employer Branding", da ILoveMyJob. Texto: Baixe nosso e-book de Diversidade, Inclusão & Employer Branding.

Por isso, investir em Diversidade e Inclusão não é apenas a coisa certa a se fazer, é também uma forma de trazer inúmeras vantagens para uma organização e para os seus talentos. Neste artigo, apresentamos 8 motivos para conectar Diversidade e Inclusão com Employer Branding.


O que você encontra neste artigo:

  1. A diferença entre Diversidade e Inclusão

  2. 8 motivos para conectar Diversidade e Inclusão com Employer Branding

    • Atração de talentos

    • Criatividade e inovação

    • Responsabilidade social e impacto positivo à sociedade

    • Cumprimento de requisitos legais e regulatórios

    • Melhoria da comunicação interna

    • Melhoria da cultura organizacional

    • Aumento na lucratividade

    • Impacto na reputação positiva da Employer Branding


 

A DIFERENÇA ENTRE DIVERSIDADE E INCLUSÃO


Antes de tudo, saber a linha tênue que separa o significado desses dois termos é essencial para investir em Diversidade e Inclusão de forma efetiva.


A diversidade está ligada à pluralidade. Logo, dizer que uma empresa é diversa é o mesmo que afirmar que a organização incentiva e busca a multiplicidade de seus colaboradores.


A inclusão está ligada ao pertencimento. Aqui, o objetivo é fazer com que todos os colaboradores sintam-se abraçados, respeitados e tenham oportunidades iguais dentro da empresa. Logo, incluir é garantir que as pessoas se sintam parte de um local que as permite viverem a sua autenticidade.


“Diversidade é chamar para a festa. Inclusão é convidar para dançar.” - Vernā Myers, VP de Inclusão na Netflix


10 MOTIVOS PARA CONECTAR DIVERSIDADE E INCLUSÃO COM EMPLOYER BRANDING


1) ATRAÇÃO DE TALENTOS

Quando existe uma conexão entre diversidade e inclusão ao employer branding, a empresa torna-se atraente para um pool de talentos mais diversificado. Afinal, candidatos de variadas origens, culturas, gerações, perspectivas e orientações são mais propensos a demonstrar interesse por empresas que valorizam a diversidade e promovem uma cultura inclusiva no seu ambiente.


Esse fenômeno acontece especialmente quando falamos da Geração Z. Em uma pesquisa realizada pela Monster, companhia que divulga oportunidades de emprego, 83% dos talentos que fazem parte deste grupo afirmaram levar o compromisso de uma empresa com a diversidade e a inclusão em conta na hora de decidirem onde vão trabalhar.


2) CRIATIVIDADE E INOVAÇÃO

Uma empresa mais plural resulta em diversidade de perspectivas, experiências e ideias. Isso, por si só, contribui para o aumento da inovação e criatividade dentro da organização. Além disso, uma empresa que está aberta a ouvir e abraçar diferentes abordagens e pontos de vista se torna mais apta para resolver problemas, tomar decisões e impulsionar o seu crescimento e de seus colaboradores.


3) RESPONSABILIDADE SOCIAL E IMPACTO POSITIVO À SOCIEDADE

Ao conectar diversidade e inclusão com employer branding, a empresa também mostra o seu compromisso com as boas práticas do ESG, sigla em inglês que significa “Environmental, Social and Governance” - ou Governança ambiental, social e corporativa, em tradução livre. Nesse caso, a ação impacta fortemente o pilar “Social” e mostra como a empresa está preocupada em fazer uma diferença positiva na sociedade, ajudando a construir um ambiente de trabalho mais igualitário e inclusivo.


4) CUMPRIMENTO DE REQUISITOS LEGAIS E REGULATÓRIOS

Em certos países e regiões, existem leis e regulamentos que exigem a promoção da diversidade e inclusão no trabalho. Ao levar isso em consideração, a empresa demonstra o seu compromisso em cumprir esses requisitos legais e regulatórios. No Brasil, temos a Lei Brasileira de Inclusão (LBI) e a Lei de Cotas, por exemplo.


5) MELHORIA DA COMUNICAÇÃO INTERNA

Ao promover a diversidade e a inclusão, a marca empregadora estabelece uma comunicação interna mais eficaz. Os colaboradores se sentem mais confortáveis ​​para compartilhar suas ideias e opiniões, levando a uma transmissão de pensamentos mais aberta, colaborativa e produtiva, sem receio de preconceitos e julgamentos.


Com isso, o time tende a adotar uma comunicação não-violenta, baseada na empatia, compaixão, respeito e busca de conexão humana, resultando na resolução pacífica de conflitos e na construção de relacionamentos mais saudáveis.


6) MELHORIA DA CULTURA ORGANIZACIONAL

Quando a conexão da diversidade e inclusão com o employer branding é vivenciada de forma verdadeira pelos colaboradores, existe também uma melhora na cultura organizacional da empresa. Um ambiente que explora a pluralidade torna os colaboradores mais motivados, produtivos e, até mesmo, mais felizes.


Uma pesquisa da consultoria global McKinsey já constatou que o número de funcionários felizes em empresas comprometidas com a diversidade é 32% maior do que a quantidade de colaboradores felizes em empresas que não se comprometem com a pauta.


7) AUMENTO DA LUCRATIVIDADE

Não é difícil entender a razão pela qual a conexão da diversidade e inclusão com employer branding aumenta a lucratividade das organizações. Já vimos que promover essas duas pautas garante maior criatividade, inovação, funcionários ainda mais felizes e uma melhora da cultura e da comunicação. Tudo isso reflete na produtividade e na forma com a qual os funcionários tratam os clientes.


Em um estudo realizado pela McKinsey, por exemplo, viu-se que empresas com maior diversidade de gênero na liderança possuem uma lucratividade 23% maior. Já empresas que possuem líderes com maior diversidade étnica e cultural obtêm uma lucratividade 33% maior.


8) IMPACTO NA REPUTAÇÃO DA MARCA EMPREGADORA

Quando se conecta diversidade e inclusão ao employer branding, a empresa envia uma mensagem clara de que valoriza a pluralidade, o que gera valor para a marca como um todo. Além disso, também acarreta em uma reputação mais positiva para talentos, clientes, fornecedores e parceiros - e as empresas sabem disso: de acordo com um estudo da Aberje (Associação Brasileira de Comunicação Empresarial), o principal motivo para promover a pluralidade dentro de uma organização é a melhora da reputação.


Nesse sentido, é muito importante lembrar que quando a diversidade e a inclusão não são valores verdadeiros, o mercado enxerga a atitude como irresponsável, o que pode resultar em retaliação e boicote à marca. Então, muito cuidado: demonstre autenticidade nas ações e só invista nas causas se for para agir de dentro para fora.


 

Conclusão:

Conectar diversidade e inclusão ao Employer Branding vai além de uma mera estratégia de marketing. É uma forma de promover a igualdade e a justiça social, tornando a empresa um agente de mudança positiva na sociedade. Além disso, é uma via de mão dupla: assim como a sociedade ganha com a promoção da diversidade e inclusão, a empresa também usufrui de diversos benefícios que impactam positivamente o negócio.


Portanto, investir nessa conexão é uma escolha inteligente e ética para qualquer organização comprometida com um futuro melhor. Sejamos um exemplo para o mundo!

185 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page