top of page
  • Foto do escritorAngélica Madalosso

EB Lover, por Gustavo Ferreira


Hoje, o protagonista da editoria EB Lover é o Gustavo Ferreira.


  • Qual sua área de formação?

Me formei em Jornalismo e Publicidade e Propaganda pela Universidade Federal do Espírito Santo. No início da faculdade tinha o sonho de trabalhar em redação de jornal, mas (ainda bem) a minha trajetória profissional foi mudando e hoje trabalho em RH, com Comunicação Interna.


  • Há quanto tempo se interessa por EB e estuda o tema?

Há quase 2 anos. Comecei a atuar com EB e CI em maio de 2021 e, desde então, já fiz alguns cursos na área, para entender sobre o mercado e como eu poderia contribuir com as minhas skills de comunicação.


  • Qual empresa você trabalha hoje?

Trabalho no will bank, um banco digital cujo objetivo é proporcionar acesso ao crédito para pessoas desbancarizadas. O nosso modelo de trabalho é remoto e temos profissionais nos quatro cantos do país e algumas pessoas espalhadas pelo mundo também.


  • Quais são as suas principais atribuições?

Atualmente estou envolvido com cultura e clima, elaborando produtos de comunicação para a nossa pesquisa de clima. Crio conteúdos voltados para o tema, construo diagnósticos dos resultados da pesquisa para a empresa e lideranças e dou visibilidade para toda a organização dos planos de ação criados a partir dos dados.


Além disso, também produzo conteúdos internos atrelados a Marca Empregadora e Diversidade; desenho os processos de comunicação interna e dou suporte à Comunicação Externa no que diz respeito à divulgação de ações e conteúdos que dialoguem com a Marca Empregadora.


• Qual o maior case que você já trabalhou ao longo de sua trajetória?

O maior case foi a Trilha de Formação em Comunicação Interna, com diferentes iniciativas para incentivar o público interno a se comunicar melhor de maneira assíncrona.


Realizamos formações em comunicação, discutindo temas como escrita assertiva, comunicação não-violenta e feedback e gestão de times. Criamos materiais audiovisuais, em diferentes formatos: vídeos, infográfico e apresentação, para incentivar a comunicação assíncrona e boas práticas para a comunicação síncrona. Como estamos no modelo de trabalho remoto, há muito tempo identificamos um excesso de reuniões e pouco alinhamento assíncrono efetivo no will.


A partir das formações e das diferentes iniciativas de comunicação, já percebemos que os alinhamentos assíncronos melhoraram muito e a quantidade de comunicações excessivas e reuniões também diminuíram consideravelmente.

  • Que dica você daria para quem quer trabalhar na área?

A primeira dica é se informar, buscar por conteúdo sobre a área nas redes sociais que você mais gosta, ouvir podcasts, procurar por cursos sobre o tema e se relacionar com profissionais do segmento pelo LinkedIn.


Outra dica que deu muito certo comigo foi de fazer benchmarkings, entender como o mercado está se posicionando em relação ao tema e entender o mercado na totalidade. Um ponto importante também é de sair da caixinha da área e ir desbravar as equipes da empresa que você atua para entender como pode te ajudar.


Os cursos de Comunicação Interna Expert e, agora, o de EB Expert, da ILoveMyJob, estão me ajudando muito na minha carreira profissional, são duas formações que eu super recomendo.

44 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page