Archive setembro 2015

O Domo Difusor e o Flash Rebatido 13

No último vídeo sobre o domo difusor eu mostrei como uma foto com ele era rigorosamente igual, em qualidade de luz, a outra sem o domo e que, para piorar, ele ainda diminuía a o numero guia do flash, limitando o alcance da iluminação.

A resposta é simples: se o domo, que tem o mesmo tamanho e está na mesma distância do flash conseguisse difundir a luz então a cabeça do flash também conseguiria.Para uma luz difusa, uma fonte extensa deve ser usada muito próxima do motivo.

O sol é um exemplo perfeito: é 330 mil vezes maior que a Terra, mas seus 150 milhões de quilômetros de distância o deixam tão pequeno que sua luz é idêntica a de um simples flash.


sol-e-maior-que-todos-os-planetas-do-sistema-solar-juntos-1426879946521_956x500

Eu terminei o vídeo com a pergunta: se o domo não difunde a luz, para que ele serve?

A resposta pode ser encontrada observando o seu ( não o seu, o do flash) comportamento quando o domo é acoplado.

Minha câmera está em ISO 100, abertura f/8, velocidade de 1/250s e o flash em carga total e cabeça ajustada para 50mm, o alcance mostrado é de 3,7 m, quando acoplado, o domo diminui o alcance consideravelmente para 1,5 m e a cabeça permanece fixa em 14mm.

A física explica: quando a luz de uma fonte luminosa pontual se espalha em várias direções, o alcance é muito menor do que quando a mesma luz se concentra em uma direção apenas.

O que o domo está tentando fazer com o flash é espalhar sua luz em toda direção possível, na esperança que ela encontre um teto ou uma parede próxima ( bem próxima) e branca ( bem branca) para que sua luz rebata em uma superfície grande e assim fique difusa.

Não é o domo que difunde, mas qualquer coisa gigante que esteja próxima do flash, o domo está transformando seu flash em uma lâmpada!

Sim, uma lampâda, um bulbo, igual a essa que vc tem no teto de sua casa. Mas já tentou expor uma foto usando essa luz?

Tem que subir o ISO para níveis degradantes de imagem, usar aberturas grandes e velocidades lentas…

Com o flash, seu ambiente é inundado com tanta “massa de luz” que sua câmera pode ser operada em ISOs baixos, aberturas médias e velocidades altas, tudo que vc precisa para ter uma imagem minimamente decente sem ter que depender de câmeras caras ou lentes claras.
Já viu que usar o domo em ambiente externos, sem paredes ou tetos por perto é pura perda de tempo né?

E como o domo sempre estrangula o facho luminoso, seu flash está trabalhando abaixo do que ele poderia render se não estivesse usando ele.
Com a facilidade de operação dos flashes em modo remoto, ficar rebatendo a luz em parede ou teto é a opção mais estúpida que você pode escolher, por algumas razões:

1- Quem rebate não ilumina, clareia!

Rebater distancia o seu flash do assunto, o que vai alterar drasticamente a forma como a luz se distribui na foto.
2- Com a cabeça fora da posição original, o flash deixa de informar o alcance da iluminação.

Há um painel de Jumbo 747 fazendo todas as contas na velocidade da luz e, deliberadamente, você escolhe voar à noite no visual só porque um bando de gente faz igual.

Você gasta quase 500 dólares por um microprocessador preciso e acha bonito dispensá-lo e ficar chutando possibilidades.
3- Uma luz suave vindo de “pino” é tão ruim quanto uma luz dura vindo de frente. O fato de ser suave, não significa que é bonito.

A idéia de que um “flashão na cara” é péssimo vem de fotos mal feitas com flash, feitas por fotógrafos que não tinham a menor idéia do que estavam fazendo e resolveram levantar o flash para quebrar o pancadão mal calculado de luz que fritava o rosto da pessoa, e passaram a repetir esse procedimento simplesmente porque deu certo uma vez.

Também dá certo quando é bem usado. Posso te mostrar bilhões de fotos estouradas feitas com luz natural e nem por isso se ouve: “argh!, detesto luz natural, chapa demais”

4- Nem sempre há paredes brancas e baixas disponíveis.

Rezar para que a locação tenha as condições perfeitas para uma boa foto é contar demais com a sorte e se colocar em desvantagem desnecessariamente.

Seu flash pode criar uma bela imagem em qualquer locação, a qualquer hora do dia, com qualquer luz imaginável.

5- Porque tirar o flash da câmera é mais divertido que rebater

Vou ficando por aqui!

Inscreva-se no canal, siga-me no instagram ou no facebook, email: renatorochamiranda@gmail.com e leia mais posts interessantes sobre iluminação e flash no I LOVE MY JOB.
Boa luz e boa sorte!

I LOVE MY JOB utiliza WordPress com FREEmium Theme.
As modificações foram feitas por Carlos Alberto Ferreira